PROFESSORES

ARTHUR BERGES

Iniciou sua carreira no teatro imprensa com o espetáculo "O Poeta e as Andorinhas" de Paulo Ribeiro. Formado na escola de atores INDAC, também cursou teatro na faculdade Anhembi Morumbi e na Escola de Arte Dramática da USP (EAD). Ligado a música desde pequeno, se interessou de imediato pelo teatro musical. Em 2011 foi indicado ao prêmio de melhor ator no FEMSA coca cola pelo espetáculo "Se Essa Rua Fosse Minha" da Cia de Teatro Rock. Participou dos musicais "Piramo e Tisbe" de Vladimir Capella, "Um Violinista no Telhado" de Charles Möeller e Claudio Botelho, "Godspell", "Os Dez Mandamentos", "Rent", "Urinal", "Senhor das Moscas", "Chaplin o musical", "Natasha, Pierre e o Grande cometa de 1812" de Zé Henrique de Paula, "Aparecida um Musical" e recentemente interpretou Yago no espetáculo "Se Essa Lua Fosse Minha" de Vitor Rocha.

Seu último trabalho foi o espetáculo "Escola do Rock" representando o personagem Dewey Finn.

FABRÍCIO NEGRI

Participou dos espetáculos "7 - O Musical" e "Beatles num céu de diamantes" de Cláudio Botelho e Charles Möeller, “O Homem de La Mancha” e “Xanadu" de Miguel Falabella, “Fascinante Gershwin” com direção de Rubens Lima Jr. e supervisão de Marília Pêra, Shrek - O Musical" de Diego Ramiro, “Agnaldo Rayol - A Alma do Brasil" de Roberto Bomtempo, "Emilinha e Marlene" de Antônio De Bonis, "Sinatra - Olhos Azuis” e “9 to 5 - Como Eliminar seu Chefe" de Cláudio Figueira, “Emilinha" (Prêmio FITA 2018 Melhor ator coadjuvante) de Sueli Guerra, “Billy Elliot - O Musical” de John Stefaniuk e “Escola do Rock” de Mariano Detry. Fez participação em séries e novelas da TV Globo e TV Record. É integrante da Orquestra Brasileira de Sapateado, é sapateador e coreógrafo com ampla experiência, coreografou os espetáculos “Fascinante Gershwin”, “Hollywood - A Magia do Cinema”, episódios da série de TV “D.P.A.” entre outros. Foi personagem principal em várias Comissões de Frente de destaque no Carnaval Carioca sob o comando de Rodrigo Negri e Priscilla Mota. É formado em Artes Cênicas pela Uni Rio.

RENAN ACHAR

Pianista, tecladista, regente e programador de teclados. Estudou na EM&T (Escola de Música e Tecnologia) e formou-se em piano popular pela Faculdade Integrada Cantareira. Trabalhou como pianista correpetidor do Curso técnico de teatro musical – SESI – SP, nas aulas de Balé, Sapateado, Jazz, Canto, Técnica Vocal e Danças Brasileiras. Trabalhou nos musicais “Alô Dolly” com Miguel Falabella e Marília Pera. “Cazuza – o Musical”, com Emílio Dantas. “Nuvem de Lágrimas”, com Lucy Alves e Gabriel Sater. “RENT”, de Jonathan Larson, “Ayrton Senna – o musical”. Pianista, regente e programador do espetáculo “Hebe – o musical”. Assistente de direção musical, pianista e programador dos espetáculos “Annie – o musical”, com Miguel Falabella e Ingrid Guimarães, “Billy Elliot”, “Escola do Rock” e “Charlie e a Fantástica Fábrica de Chocolate” pelo Atelier de Cultura. Diretor musical em “Heathers” e “Escola do Rock” pelo Estúdio Broadway

MARIANA BARROS

Bailarina, atriz, sapateadora e cantora. Formada em ballet pela Royal Academy of Dancing of London. Em teatro pela Escola de Teatro Ewerton de Castro e interpretação para cinema no Studio Fatima Toledo.Foi premiada como coreógrafa em competições pelo estado de São.Em teatro musical seus principais trabalhos são: “Vidas Secas O Musical”, “West Side Story”, “O Sitio do Pica Pau Amarelo” (como Cuca), “ A Bela e a Fera “ ( como Silly Girl), “Cats” ( swing, dance captain, e na montagem do Rio de Janeiro diretora residente), “Evita”, “O Mágico de Oz”, “Crazy for You”, “Raia 30” ( como Sheila), “My Fair Lady” ( swing), “Cantando na Chuva” ( Sra. Simpson / ensemble), MPB-Musical Popular Brasileiro.

DANIELA STIRBULOV

É diretora e atriz graduada pela ECA-USP, Mestre pela East 15 Acting School (University of Essex-Londres), e fez parte do Núcleo Experimental de Artes Cênicas do SESI-SP. Atuou como diretora e assistente de direção em Londres nos espetáculos "Sundown Town, a new musical" de Adam Watcher; "Antony and Cleopatra" de Shakespeare; e "Kill Them" de Otto English. Em São Paulo, assinou a direção dos espetáculos "Menino Maluquinho, o musical" adaptação de Juliano Marceano; "Loucas de Pedra" de Emílio Boechat, ganhando o prêmio ACESC de melhor direção; junto com Ivan Parente dirigiu "O Mágico di Ó" de Vitor Rocha; entre outros. Fez preparação de elenco de voz original do novo filme de Alê Abreu "Viajantes do Bosque Encantado". Foi Diretora Residente de diversos musicais além de ter atuado como atriz no teatro e televisão.

BRUNA BAYS

Bruna Bays é bailarina profissional, coreógrafa, professora e diretora artística de espetáculos de dança. Premiada em competições mundiais, ganhadora da bolsa na renomada escola Broadway Dance Center, bailarina e coreógrafa do Dancing Brasil e Finalista da 4º Temporada.

 

CARLA VASQUEZ

Atriz, bailarina, cantora e sapateadora. Formou-se em ballet clássico na Academia Contra-Passo (Santos-SP) e em artes cênicas pela Escola de Atores Indac (São Paulo-SP). Possui especialização em jazz, ballet moderno e sapateado americano. Entre seus últimos trabalhos estão as peças ”Retratos e Canções”. "E se não tivesse amor no título?" e "Esperando Moscou", todas com direção de Renato Andrade. Participou dos musicais ”Charlie Chaplin” no papel de Molly, ”A pequena Sereia” no papel de Attina direção Lynne Kurdziel-Formato, “Cantando na Chuva” direção Fred Hanson, ”Os Dez Mandamentos” no papel da criada Yunit com direção de Fernanda Chamma, “Mulheres à beira de um ataque de nervos” no papel de Marisa com direção de Miguel Falabella, “Crazy For You” no papel de Patsy com direção de José Possi Neto, "Alô, Dolly!" e "Xanadú" ambas com direção de Miguel Falabella, "O Sítio do Pica pau Amarelo", direção de Roberto Talma, "Rock Show", direção de Hudson Glauber e supervisão artística de Wolf Maya e entre outros.

MARIANA NOGUEIRA

É bailarina profissional, coach e assistente de coreografia de importantes musicais. Seu mais recente trabalho foi como dance captain em Annie – O Musical, no qual também atuou como atriz e bailarina. Ainda no teatro musical foi assistente direta da coreógrafa Kátia Barros, em Divas, o Musical e Cantando na Chuva e, também atuou na preparação corporal e coreografia de Rent. Foi coreógrafa residente de MPB – Musical Popular Brasileiro. Atualmente estuda canto com Ester Ellias e Rafael Villar. É formada pela Academia Cristina Cará em São José dos Campos, em balé clássico e jazz dance. É uma artista versátil que assimila diversos estilos com rapidez e segurança. Tem facilidade para assistências, rápida de compreensão dos movimentos e organização de grandes grupos e crianças.

WILLIAN SANCAR

Formado em Artes Cênicas pela FAINC, e em Arte Dramática pelo SENAC. Cursou Regência para Canto Coral com Mara Campos e Valter Satomi e  Técnica Vocal com Andreia Vitfer e Marconi Araújo. Integrou o elenco de: Cinderella, o musical, com  direção de Charles Moeller e Cláudio Botelho; Os  Dez Mandamentos, o musical, com direção de  Fernanda Chamma e Daniela Stirbulov; Alô, Dolly!  com direção de Miguel Falabella, Palavra Cantada, Sem Pé nem cabeça, com  direção de Marília Toledo, entre outros.

ADRIANO TUNES

Adriano Tunes deu início a sua carreira em 1999 na cidade de Porto Ferreira no interior de São Paulo. Já na capital, atuou em espetáculos como Álbum de Família e A vida como ela é de Nelson Rodrigues, pela Cia Profana de Teatro. Ingressou à bordo dos navios Costa Concórdia e Costa Pacífica para trabalhar nos teatros internos. Lá apresentou seu show de humor Desmontando os Fatos por um ano. Dos trabalhos mais recentes, esteve no elenco de O Musical Mamonas (Walter Daguerre) interpretando o tecladista Júlio Raséc. Em paralelo fez duas temporadas com o espetáculo Aos Domingos (sua estreia como autor). Nesse espetáculo deu vida a personagem Evangelina, que sofria com a ausência dos filhos e sucumbia com o Alzheimer. Sob a direção de Miguel Falabella, trabalhou no musical Hebe o Musical (Arthur Xexéu), onde deu vida ao Mazzaropi e na sequência com o mesmo diretor atuou em Os Produtores (Mel Brooks). Dessa parceria veio sua primeira personagem na TV, Sapore, uma travesti que fará parte da série Eu, a vó e a Boi que tem estreia prevista em novembro na Globo.